domingo, 10 de junho de 2012

Vi um muro


Vi um muro

Em todas as épocas,
Em filas marchando,
Homens caminhando
Para a morte certa.

Vi um muro,

No sítio mais lúgubre
O operário esmagado
De sonhos triturado
Ao ritmo da máquina,

Vi um muro

De todos na vida
Na noite acordados
À noite regressados
Em quem o sol não brilha,

Vi um muro.

1 comentário:

  1. Se não fosses tu, Colima, este açoite esmorecia.
    :)
    Obrigada!

    ResponderEliminar